Feira do Livro foi um verdadeiro fim-de-semana cultural

A edição deste ano da Feira do Livro , organizada pela Biblioteca Municipal e pelo Agrupamento de Escolas do Concelho de Mêda que vai já na 19ª edição, foi enriquecida com encontros com escritores, conferências, exposições, xadrez e momentos musicais.

Os dois primeiros dias da Feira do Livro foram especialmente dedicados às crianças e jovens do Agrupamento de Escolas.

Na sessão inaugural o Presidente da Câmara Municipal, Prof Anselmo Sousa proferiu algumas palavras de apoio ao trabalho efetuado tanto pelo Agrupamento de Escola como pela Biblioteca Municipal no fomento e consolidação dos hábitos de leitura. No seguimento da sessão inaugural, foi também entregue o prémio do Melhor Leitor do Ano da Biblioteca Municipal a Isabel Cavalheiro. Ainda na manhã de quinta-feira, foi inaugurada uma exposição de trabalhos realizados na disciplina de Educação Visual e Tecnológica. No piso superior da Nave de Exposições foi possível ver pinturas, colagens, miniaturas de castelos ou trabalhos em barro. À tarde houve uma demonstração de Xadrez Humano, organizado pelo Clube de Xadrez do Agrupamento de Escolas, e também um pequeno concerto de flauta dos alunos de Educação Musical.

Sessão de abertura da feira
Encontro com a escritora Manuela Ribeiro

Na tarde de sexta-feira realizou-se um encontro entre a escritora Manuela Ribeiro e alunos do Ensino Pré-Escolar e 1.º Ciclo. Manuela Ribeiro é natural das Caldas da Rainha e autora de vários livros infantis e juvenis, nomeadamente “Aventuras de Miguel e Ricardo”. A autora falou sobre a importância que a leitura e as histórias têm no desenvolvimento da imaginação e criatividade.

O programa de sábado foi também bastante preenchido. Ao início da tarde, Marisa Pêgo, investigadora na Universidade de Coimbra, deu uma conferência sobre o Livro do Desassossego de Bernardo Soares, semi-heterónimo de Fernando Pessoa.

Realizou-se também mais um Encontro de Leitura da Biblioteca Municipal, o décimo, que desta vez teve como tema a “Conhecimento, Cidadania e Desenvolvimento” e teve como convidados António Prata e Cristina Oliveira.  À noite houve um concerto da Orquestra do Centro de Formação Musical, que junta músicos da Mêda, Trancoso, Aguiar e Moimenta da Beira.

No domingo foi apresentado o livro “Catedrais de Portugal”. O autor, António Saraiva, refletiu sobre a arquitetura e história das principais catedrais de todo o país. O Presidente do Município, presente em todas as atividades da Feira do Livro, aproveitou a oportunidade para se dirigir ao público presente para expressar a sua satisfação por um «programa tão rico» na Feira do Livro, enaltecendo a importância que o Município atribui à cultura.

Centro de Formação Musical de Mêda
Paulo Pego

Paulo Pego, jurista e escritor com ligações ao concelho de Mêda, viajou de Bruxelas para estar presente na Feira do Livro. Carlos Proença, coordenador da Biblioteca Municipal, e Graça Capinha, professora do departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Universidade de Coimbra, apresentaram a dimensão e profundidade da sua obra. O autor leu alguns poemas e no final assinou alguns livros.

A tarde de domingo terminou em grande com o concerto da Orquestra Sinfónica de São João da Madeira, que veio à Mêda ao abrigo de um intercâmbio. No próximo ano, a Orquestra do Centro de Formação Musical dará um concerto naquela cidade.

A Feira do Livro foi encerrada ao meio-dia de segunda-feira. Os cinco dias de Feira do Livro, preenchidos com um programa rico e diversificado, demonstram o empenho do Município de Mêda, através da Biblioteca Municipal, e do Agrupamento de Escolas em promover hábitos de leitura e fomentar a arte a cultura nas suas diferentes manifestações.

Multimédia

Galeria de Fotos